sábado, 12 de agosto de 2017

As flores da avó...

    Com um pé cá e outro lá,  já a antecipar o regresso a casa,  vamos aproveitando os últimos dias de praia. Muitos mergulhos no mar, a pele dourada pelo sol a pedir uma certa calmia, e o café matinal servido em loiça que passou décadas em clausura na cristaleira. Porque na casa da avó a tradição ainda é o que era, a decoração é feita de aconchegos, com pratos e pratinhos, rendas e bordados, e com flores que entram pela casa dentro. Sim, porque a avó tem flores e plantas everywhere!
     Não importa quanto o tempo passe, mas a casa da avó continua a ser um dos lugares mais especiais do mundo! Tem móveis centenários e fotos da família inteira espalhadas por todo lado, desde fotografias da bisavó, dos tios e dos primos, dos netos e até do tetravô... Tem cadeiras de baloiço e loiças guardadas a sete chaves. E tem sempre muitos doces e amor para nos receber.











    Até já!

   Manuela

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Açores e os meus amores...

     De férias com a minha gente! 
     Regressar aos Açores é sempre um entusiasmo enorme. Abraçar mais uma vez a família que aqui criei é de certo modo regressar a um ninho de aconchego e afectos que me faz sentir parte integrante deste ambiente. Depois, partir à descoberta destas ilhas é conhecer recantos magníficos. Altas falésias, caminhos floridos, o transparente silêncio de bucólicas pastagens sem fim, o intenso azul do mar, muito sol, praia... É nesta simbiose de contrastes que as férias nunca chegam para fazer tudo aquilo que gostaríamos de fazer. É também este o motivo pelo qual o Cem Manias tem andado a passo de caracol... 


* Ilhas do Faial, Pico e São Jorge.


















   
     Até já!

    Manuela



quinta-feira, 13 de julho de 2017

"Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és. Saiba eu com que te ocupas e saberei no que te poderás tornar"- Johann Wolfgang,





     E quando os amigos dos nossos filhos  resolvem acampar cá em casa?!
 Chegaram com vontade de aproveitar tudo o que a Natureza tem para lhes oferecer, e sem mais, instalaram-se por ali e por acolá, com toda a energia própria dos adolescentes. Foi um tal montar de tendas, com tamanha animação que até o Cem Manias teve de registar alguns desses momentos!
Estas relações de afecto, que o meu filho mais novo desenvolve com estes amigos constituem algo de muito especial. Ao mesmo tempo que permitem que todos eles desenvolvam características pessoais para a vida adulta, também irão interferir certamente no processo de escolhas que a vida lhes vai impor. Estes amiguinhos, desempenham na vida do meu filho um papel complementar ao da própria família, ajudam no seu desenvolvimento, e fico tão feliz por isso! Tenho para mim que estas relações de amizade durante a infância e adolescência são importantes sinalizadores de um ajustamento bem-sucedido na vida adulta. E já agora, se eu pudesse escolher os amigos do meu filho, escolheria estes sem dúvida! Numa época em que as amizades entre os jovens  tendem a ser mais virtuais do que "de carne e osso", que sorte que o meu filho tem em ter amigos que gostam de acampar cá em casa!

     Chegaram com as malas dos carros cheias, e com aquele olhar risonho de quem sabe que é bem vindo...




A mostrar IMG-20170710-WA0000.jpg











   
    Um bem haja para a Filipa, Inês, Sara, Marina, Pedro, Francisco e Alex!



Manuela


terça-feira, 30 de maio de 2017

Ricas cerejas...

     Por cá, vamos aproveitando ao máximo o espaço lá fora, a nossa "sala verde", ou não fosse a natureza a maior tendência de sempre, até porque a cor do ano de 2017 eleita pela prestigiada Pantone (marca criadora de cores)  foi o tom Greenery,  a simbolizar a cor da esperança em perfeita conexão com a natureza! Manias, essa é que é essa.
     Para quebrar esta crescente tendência em modo verde- quase politicamente correcta- as cerejas lustrosas de cor rubra e voluptuosa chegaram aos pares e às dezenas, a atiçar o paladar com a sua pecaminosa doçura! É que é impossível comer apenas uma, e quando vamos apenas provar, acabamos por ficar rendidos à sua beleza viva enquanto o paladar se delicia com a intensidade do seu sabor. E vai daí, não se consegue parar de comê-las...








     Uma vibrante rodada de cerejas, servidas no gelo, bem fresquinhas,  antes de um banquete ou de um prato simples, dentro de casa ou ao ar livre, é sempre uma óptima sugestão. E o melhor de tudo é que as cerejas são recomendáveis em qualquer dieta por conterem um baixo índice glicémico, o que contribui para manter a gordura indesejada bem longe!








      Uma boa semana e não se esqueça de comer cerejas sem qualquer tipo de culpa! Valeu?

     Manuela

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Momentos... hygge!



    Existe uma tendência crescente para se estabelecer uma ligação no mínimo estranha entre momentos simples e as palavras que são usadas para identificá-los. E vai daí, que cada vez mais se dão nomes estranhos às coisas. E isso é algo que me deixa confusa, e até inquieta...
Por exemplo, momentos simples como passar uma tarde preguiçosa a aproveitar o bom tempo, fazer pequenas coisas que nos deixem felizes, beber uma chávena de chocolate quente, um simples almoço entre família ou amigos, estes momentos, foram adulterados. Agora são momentos  hygge! O importante é que seja algo de que se goste e simultaneamente algo simples. Parece que foram os dinamarqueses, quem introduziu este  conceito, que no fundo se resume  à ideia de fazer o bem a nós e aos outros, sem cobranças. Por mim, prefiro dar os nomes que sempre sempre dei às coisas... Viver o momento e desfrutar o agora. Sem pressas e com tempo.








     Nos entretantos,  compor estes pequenos vasos, foi muito "hyggelig" e deixou a avó dos meus filhos de alma cheia!






     Uma boa semana!

     Manuela